29 abril 2014

Sala Sinfônica da OSPA: Secretaria da Cultura anuncia início da superestrutura

Fundada em 1950, a OSPA - Orquestra Sinfônica de Porto Alegre jamais teve sede própria e, claro, a necessidade de possuir ambientes compatíveis com os projetos que desenvolve levou a Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Fospa) a buscar a edificação de uma sala própria, com áreas complementares para abrigar os arquivos musicais e demais atividades de apoio aos seus projetos. Para tanto, em 2004, foi criada a Fundação Cultural Pablo Komlós e terá, também, sala de concertos, museu da música, salas de ensaio, escola de música e sede administrativa.
Mas, quem pensa foi fácil a empreitada, muito se engana - nada, em se tratando de cultura o é. Começou então, em 2008, com a prefeitura de Porto Alegre cedendo o terreno para a construção e em 2012 as obras começaram. As fundações duas primeiras etapas da construção (estaqueamento e construção de blocos de concreto para apoio dos pilares), foram financiadas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio de Banrisul, Souza Cruz, Vonpar, Lojas Renner, SulGás, Randon, Celulose Irani e Habitasul, e apoio de STIHL, BarraShopping, Marcopolo, Pactum e CIEE, através da Fundação Cultural Pablo Komlós. Através de uma proposta de emenda ao orçamento da União feita pela bancada federal gaúcha, o Ministério da Cultura e o Governo do Estado firmaram convênio que definiu a liberação de cerca de R$ 19 milhões pelo ministério e a contrapartida do estado no valor aproximado de R$ 5 milhões. Este convênio custeará a execução da supraestrutura do prédio. E a última etapa da obra foi concretizada através de contrato assinado com a construtora Cisal correspondendo a um investimento de R$ 22.336 milhões, resultado de convênio entre o Ministério da Cultura e o Governo do Estado.
Acima, localização da sede, na Avenida Loureiro da Silva, nº 165, no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho. 
Então, aguardemos a inauguração da obra afinal, os amantes da música clássica merecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário